Água
Bacias Hidrográficas
img_bacia_hidrografica

O Município de Santa Bárbara está localizado na Bacia Hidrográfica do Rio Piracicaba, sendo que esta faz parte da Unidade Hidrográfica de Gerenciamento de Recursos Hídricos (UGRHI) do Piracicaba, Capivari e Jundiaí. A bacia conjunta destes rios estende-se por uma área de aproximadamente 14.000 km², no Estado de São Paulo, distribuída da seguinte forma:

 

  • Bacia do Rio Piracicaba: 11.300 km²;
  • Bacia do Rio Capivari: 1.600 km²;
  • Bacia do Rio Jundiaí: 1.100 km².

 

Além dos rios citados acima, a UGRHI é composta pelos seguintes cursos-d'água principais: Rio Jaguari, Rio Atibaia, Rio Camanducaia, Rio Corumbataí, Rio Passa Cinco, Ribeirão Anhumas, Ribeirão Pinheiros, Ribeirão Quilombo, Rio Capivari-Mirim, Córrego São Vicente e Rio Jundiaí-Mirim. O Rio Piracicaba é o corpo receptor de todos os efluentes do município e, considerando que este curso d'água é aproveitado como manancial para o abastecimento de muitas cidades, é de vital importância que cuidemos bem da água da cidade, principalmente em relação à seus efluentes.

Dentro do município, há três micro bacias hidrográficas principais: a Bacia dos Ribeirão dos Toledos, a Bacia do Córrego Araçariguama e a Bacia do Córrego Santa Bárbara.

A Bacia do Ribeirão dos Toledos tem área total de 207.506.873 m², e possui dois pontos de captação de água. Um deles se encontra na Represa de Cillo, no Parque das Águas, espaço ambiental do Município administrado pelo DAE. O outro ponto encontra-se na Represa Santa Alice.

A Bacia do Córrego Araçariguama tem uma área total de 15.842.349 m² e parte de suas águas é acumulada em um lago, com volume de 16.000 m³, localizado no Parque Araçariguama, espaço de lazer público.

A Bacia do Córrego Santa Bárbara tem 10.905.991 m² de área. O manancial foi utilizado no passado para atendimento dos interesses de empreendimento usineiro (antiga Usina Santa Bárbara). O sistema foi incorporado ao patrimônio de Município em 2007, e estima-se com capacidade para abastecer até 30.000 habitantes.

Fonte da imagem: Educação ambiental para gestão dos recursos hídricos, p 102